Está a ler o arquivo 2005-2009 do Beijós XXI. A partir de 2010, o blogue passou a ser publicado no endereço http://beijozxxi.blogspot.com

terça-feira, 10 de julho de 2007

Famílias de Beijós - Carvalhal

CarvalhalAntónio Marques do Soveral (referido neste documento) era natural de Carvalhal Redondo, tendo fixado residência em Beijós em 1816, após casar com Maria Bárbara da Costa. Sendo achadiço, seria muito provavelmente conhecido entre os vizinhos por António (de) Carvalhal e o topónimo acabaria por ser adoptado por alguns dos seus filhos...

António e Maria tiveram, pelo menos, seis filhos - duas fêmeas que, muito provavelmente, ficaram para tias e quatro varões, três dos quais adoptaram o apelido Carvalhal:


  1. José Marques da Costa Carvalhal, n. 1817, casou com Teresa de Jesus do Amaral (de quem julgo não ter tido descendência) e depois com Ana Coelho de Abrantes, de quem teve
    - António Marques da Costa Carvalhal, n. 1865, de cujo casamento com Virgínia da Costa Campos nasceram
    -------- Agostinho Marques Carvalhal, conhecido por ter deixado grande obra como Presidente da Junta de Freguesia de Beijós, que é avô do caçador de leões, bisavô da enfermeira modelo e trisavô de uma mente brilhante...
    -------- Rafael Marques Carvalhal, pai, entre outros, de Virgínia Marques Carvalhal, esposa de Hortêncio da Costa
    -------- Maria da Costa Campos, cuja prole aparece nesta foto, e é avó do Batista, bisavó do Beijokense e do Victor Peixeira, além de muitos leitores habituais do Beijós XXI
    -------- Tiago da Costa Campos, pai dum Engº Civil que completou o curso antes de se inventar o fax e que hoje faz parte da toponímia de Beijós
    -------- Isabel da Costa Campos, avó do único mordomo que nos ofereceu um copo no dia de S. João

  2. Joaquim Marques da Costa Carvalhal, n. 1824, casou com Maria de Campos do Amaral e tiveram
    - Ludovina de Campos, sogra da Isabel da Costa Campos referida no parágrafo anterior.

  3. Luiz Marques da Costa Carvalhal, n. 1830, casou com Maria da Nazareth e tiveram oito filhos varões, dos quais desconheço paradeiro e descendência, embora saiba que dois deles - Diogo e Gabriel - faleceram em 1955 na região de Lisboa; os outros chamavam-se Adelino, Abílio, António, João e Domingos, presumo que todos usaram os apelidos Marques Carvalhal.

8 Beijos:

jbatista disse...

José Marques da Costa Carvalhal é meu tetra-avô. Qual é o grau ascendente imediatamente a seguir Penta-avô ? :)
Então o Antonio Marques do Soveral é meu penta-avo. lol

beijokense disse...

Faz sentido que seja penta :)
De qualquer modo, aqui fica a linguagem do meu software de genealogia - «António Marques do Soveral é um antepassado da 6ta geração de jbatista».

hawk76 disse...

Os Costa já são dos mais antigos de Beijós, agora os Carvalhal, o caçador de leões e tubos de rega deve estar orgulhoso....

bunny disse...

esta pesquisa esta muito boa...e fez me lembrar (ups) que ainda devo uma resposta ao autor deste post..... :s

Anónimo disse...

Caro Beijokense,

Por acaso, procurei na net o nome de "Beijós" (de onde sabia ser natural o meu bisavô), para ver se descobria onde ficava. E cheguei ao seu blogue. E para a surpresa ser maior ainda, não é que aqui descobri este seu post onde se menciona o meu bisavô?! Assim é de facto. Trata-se de Luís Marques da Costa Carvalhal, de quem eu nada sabia, além de que ele tivera um filho (Adelino da Costa Marques), que, zangado com o pai, foi para Lisboa em princípios do séc. XX e nunca mais voltou à terra. Pelo bilhete de identidade deste meu avô (que ainda guardo algures) sabia o nome do pai dele. E agora cá o vim encontrar no seu blogue! Ainda por cima, vejo que sou primo (em afastadíssimo grau, é verdade...) do Beijokense e duma brilhante aluna de Matemática. Surpresas que a internet dá! Para concluir, digo-lhe que me chamo José Joaquim, dos apelidos do bisavó só fiquei com o Marques, e moro em Faro, onde dou aulas na Universidade do Algarve. Muito obrigado pelas surpresas que me deu. (jjmarq@ualg.pt)

Anónimo disse...

ainda ha quem fale mal do beijos xxi o que nos aprendemos,como vamos ver parentes afastados.Eu acho muito engraçado estas pesquisas.Parabens a todo o conjunto do beijos xxi
A LISBOETA

beijokense disse...

Caro José Joaquim,

obrigado pelas novidades que nos traz. A 1ª é o nome do seu avô, já que, num doc. de 1879, ele (teria 10 anos) é referido como Adelino Marques Carvalhal.

O nosso parentesco é mais próximo do que lhe pareceu nest post, por via da sua bisavó Nazaré. Disso lhe darei conta por email, assim que tiver disponibilidade.

Obrigado pela visita e, já agora, o blogue não é "meu", é de todos os beijosenses, descendentes, parentes, amigos... é feito por oito deles, com a colaboração de muitos mais.

Anónimo disse...

Caro primo Beijokense,

Muito obrigado pelas amáveis palavras. E cá espero o seu email, quando puder.

J. J. (Faro)

Enviar um comentário