Está a ler o arquivo 2005-2009 do Beijós XXI. A partir de 2010, o blogue passou a ser publicado no endereço http://beijozxxi.blogspot.com

domingo, 20 de dezembro de 2009

Produção portuguesa de cereais caiu em 2009

Em 2009, o valor da produção cerealífera portuguesa caiu cerca de 40 por cento. Uma «situação dramática» que segundo o presidente da Associação Nacional dos Produtores de Cereais (Anpoc) põe «em risco a sobrevivência» do sector. Em declarações ao Público, Bernardo Albino aponta como causa para a abrupta queda do valor da produção a «liberalização» do sector, «que põe em causa a rentabilidade das explorações», levando «muitos produtores» a procurar «outros caminhos».

De acordo com os dados do INE- Instituto Nacional de Estatística, revelados na primeira estimativa para as Contas Económicas da Agricultura de 2009, além da quebra no valor da produção, verificou-se uma diminuição de cerca de 23 por cento no seu volume e de 21,4 por cento no preço. Números que ajudam a desequilibrar ainda mais a balança agrícola portuguesa, que já depende a 75 por cento das importações de cereais. Globalmente, a produção total do sector agrícola em 2009 terá atingido os 6,8 mil milhões de euros. Uma diminuição face ao ano anterior, onde atingiu os 7 mil milhões de euros.
Fontes: A Bola , http://www.agroportal.pt/, Contas Agrícolas, Público

Portugal é um dos países europeus mais dependentes da importação de alimentos, importando a maior parte do que comemos. Os agricultores portugueses não conseguem competir no mercado alimentar internacional, por motivos de qualidade, de preço e de falta de agregação, sobretudo na distribuição.
Na Holanda, os agricultores têm as suas explorações individuais, mas 70% da produção é comercializada através de cooperativas que encurtam o caminho, e o acréscimo de preço, desde o produtor ao consumidor. As cooperativas de comercialização apoiam não apenas a logística mas também a "imagem de marca" ou branding dos produtos regionais contribuindo controlo e certificação de qualidade, o que acrescenta valor, quer para o produtor quer para o consumidor.
Por isso os, adidos comerciais das embaixadas de países exportadores de alimentos, como a Austrália e a Espanha (o ICEX) sabem imenso sobre a agricultura portuguesa.

Público - Sector dos cereais com quebra de 40 por cento no valor da produção em Portugal
VER olivais e cereais no Beijós XXI

2 Beijos:

Villager disse...

Os problemas com a agricultura portuguesa não são evidentes nesta magnífica fotografia.

roger.a disse...

Pagar para trabalhar é a regra do trabalho agricola em Portugal.

Enviar um comentário