Está a ler o arquivo 2005-2009 do Beijós XXI. A partir de 2010, o blogue passou a ser publicado no endereço http://beijozxxi.blogspot.com

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Carregal do Sal elege mais vereadores a 11-Outubro

Carregal do Sal, junto com Torre de Moncorvo, Mortágua e Óbidos, vai eleger mais vereadores para a Câmara Municipal nas eleições autárquicas a 11- Outubro-2009, ficando com um total de sete membros no executivo municipal.

O alargamento da vereação de Concelho de Carregal do Sal deve-se ao aumento de eleitores de 9 577 em 2005 para 10 144 em 2009. Este aumento considerável de 567 eleitores contrasta com a quase estagnação da população residente, que era de 10 411 no censo nacional de 2001, e foi estimada mais recentemente em 10 635 em 2006, mais 224 individuos.

Segundo estes dados, a população residente no concelho de Carregal do Sal não terá crescido mais de 100 pessoas entre 2005 e 2009, duvida-se mesmo que tenha aumentado. Por isso parece razoável fazer a seguinte pergunta: como é que um crescimento da população de cerca de 100 pessoas pode gerar um aumento de 567 eleitores entre 2005 e 2009?

No número de eleitores recenseados entram todos os que completam 18 anos até ao dia das eleições. Em Portugal cerca 15% da população tem menos de 15 anos (dados do INE), mas admitamos apenas 10% na região. Então, seguramente, mais de 1 000 pessoas no concelho ainda têm menos de 18 anos à data das eleições. Se subtrairmos essas 1 000 pessoas à população actual, ficamos com cerca de 9 500 residentes em idade de votar, muito longe dos 10 144 eleitores que estarão nos cadernos eleitorias para as eleições de 2009. Em conclusão, o número de eleitores no concelho de Carregal do Sal é, claramente, inferior a 10 000 eleitores.

De onde vem esta diferença? Diz-nos o governo que resulta da requisição do “Cartão do Cidadão”. Esta requisição e emisssão transfere automáticamente o local de voto para a freguesia indicada como residência. Mas não parece que seja essa a razão no caso de Carregal do Sal, pois mesmo que a maioria da população já tivesse requisitado o “ cartão do cidadão”, isso provavelmente faria descer o número de eleitores e não subir. A razão do aumento de população estará em outros dois factores. O primeiro é que a generalidade dos emigrantes saídos do concelho possui o Bilhete de Indentidade e com residência na sua terra de origem. Segundo o governo, esses foram agora inscritos automaticamente nos cadernos eleitorais. O outro factor é que continuará a haver eleitores-fantasma nos cadernos eleitorais. E este será, muito provavelmente, o factor principal.

Por isso parece ser pura fantasia o aumento de eleitores no concelho de Carregal do Sal. O que não vai ser fantasia, é o aumento do vencimento do presidente da Câmara, mais vereadores a tempo inteiro e, por isso, mais custos de funcionamento da Câmara Municipal. São mais alguns milhares de euros por mês do orçamento da Câmara para vencimentos do executivo e outras despesas similares.

Será que os benefícios do alargamento do executivo camarário vão compensar os custos adicionais? Será que os novos vereadores vão:
- trazer mais actividade económica interessante para o município
- desenvolver actividades culturais e outras para atrair turistas
- fomentar empresas locais, atrair investidores e ajudar a criar mais postos de trabalho
- angariar financiamento para projectos prioritários como a criação do Museu Sousa Mendes na Casa do Passal
- despoluir os ribeiros que atravessam o municipio
- melhorar o aproveitamento escolar das crianças e dos jovens
- melhorar a assistência de saúde e o apoio aos idosos

Será que esse acréscimo de custos para o município vai trazer vantagens tangíveis para os munícipes? Esperemos bem que sim.
António Abrantes

16 Beijos:

Anónimo disse...

Especulação, Teoria da Conspiração?

Anónimo disse...

A quem interessa mais vereadores?

Carlos Peixeira Marques disse...

Eleitores fantasmas não são exclusivo do nosso concelho, existem em todos os concelhos do país. As recentes alterações ao recenseamento agravaram, no imediato, o problema (houve até um eleitor que votou em dois concelhos distintos nas últimas eleições europeias, para provar a deficiência do sistema), embora possam vir a ser benéficas no longo prazo.

O INE estima que residiam no concelho, em 31-12-2007, 9171 pessoas com mais de 15 anos. Mas as estimativas do INE, ao nível concelhio, são pouco mais do que um exercício de adivinhação. Eles conseguem controlar o saldo fisiológico, mas não têm a mínima ideia do saldo migratório.

Finalmente, salvo erro de interpretação da minha parte, do artigo de António Abrantes resulta a ideia de que os números do recenceamento no concelho estavam correctos em 2005 e cresceram artificialmente de 2005 para 2009. Eu sei que ele sabe que isso não é assim, mas o tom da escrita induz essa interpretação. É essa interpretação que suscita comentários como os anteriores... como se alguém tivesse acrescentado eleitores com o fim de ultrapassar o escalão dos 10 mil.

Anónimo disse...

Pela escrita até parece que foi a Câmara que os aumentou.
Ninguêm tem culpa das asneiradas consecutivas deste novo sistema eleitoral.
Aliás quem o fez sabe bem que isto poderia acontecer, ou pelo menos devia pensar nisso antes.
Quanto ao texto,é melhor não fazer comentários.

Isabel Clara- Damaia disse...

Será que não foi "erro de computador"?
Não é essa a desculpa para tudo?
"foi erro de informática" Ah!Ah! Ah!
Vejam lá se não estão lá incluídos alguns eleitores dos conselhos vizinhos!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

"conselhos" vizinhos.

Isabel Clara- Damaia disse...

Obrigado,"Anónimo", eu Isabel Clara cometi um erro ao escrever "conselho" em vez de CONCELHO,
Não foi o "computador"

Anónimo disse...

Se esses vereadores a mais que serão eleitos, independemtemente da cor politica, se concentrarem nos verdadeiros problemas do concelho têm muito que fazer.

Anónimo disse...

E quais são os verdadeiros problemas?

Anónimo disse...

Atendendo aos dois últimos comentários em vez de se falar em problemas, julgo que o termo "carências" é o certo.

Solicitador Mor disse...

Pode ser que seja desta que façam o saneamento básico em Beijós.

Tal como o nome indica é o mais básico para uma boa qualidade de vida.

Anónimo disse...

Afinal há problemas/carências.

Anónimo disse...

Problemas de merda.

Areaal disse...

Por todo o lado há problemas sérios, menos sérios, virtuais, etc, mas desta massa, só certo/as visitantes com tanta falta de educação e respeito.

Anónimo disse...

Não brinquem com os comentários.
Aqui, comentário a comentário devia enumerar-se os problemas, as carências, o que foi feito, o que não foi feito etc.
Assim é que se presta um verdadeiro serviço público. E não incentivar rivalidades que não leva a lado nenhum.

Anónimo disse...

Vamos então esmiúçar!!!!!!!!

Publicar um comentário