Está a ler o arquivo 2005-2009 do Beijós XXI. A partir de 2010, o blogue passou a ser publicado no endereço http://beijozxxi.blogspot.com

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Há 250 anos

Em 1758 o cura de Beijós descrevia assim três dos prédios urbanos constantes na escritura de justificação que aqui publicámos:

«Hé Freguezia, cujo Patrão titullar hé S. João Baptista, q tem sua Igrª de huma só nave etem esta quatro altares, oprincipal honde está o Sacrário, eo Santo Patrão, etres colaterais, hum de Nossa Srª do Rozario, outro de S. Sebastiam e de Santo Antonio outro; tem seis confrarias, q são do Senhor e da Senhora, de São João, de São Sebastião, de Santo Antonio edo Menino Jezus; alem do lugar principal, tem esta Freguezia mais tres lugares, q são a Povoa da Senhora da Pegada, q dista da Igreja hum quarto de legoa pouco mais ou menos, donde há huma Capella da dita invocação, q hé do Povo; ea Povoa de Lizboa q pouco mais distante fica, eo lugar dos Pardieyros adonde há tão bem huma Capella da invocação de Santo Antão, q hé do Povo

2 Beijos:

bunny disse...

estas coisas apaixonam-me...:):)

roger.a disse...

O que não terá mudado em 250 anos na história de Beijós ?

Mas os lugares ficaram para podermos confirmar esta interessante decrição da época.

Enviar um comentário