Está a ler o arquivo 2005-2009 do Beijós XXI. A partir de 2010, o blogue passou a ser publicado no endereço http://beijozxxi.blogspot.com

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Bodas de ouro

Um comerciante beijosense comemora este ano 50 anos de actividade comercial.
Para assinalar a data, o Beijós XXI publica a folha do registo "contabilístico" referente ao mês de Junho de 1958. A caneta de tinta eram registados os montantes diariamente retirados da "caixa" - total de 8270$00; a coluna ao lado representa a estimativa da margem, que totaliza 500$00. Fora desta estimativa está a margem gerada pela venda de bicicletas - em Junho de 1958 foi vendida uma bicicleta por 1230$00 (valor apresentado na coluna mais à direita, dos fluxos de caixa), cuja margem não está documentada, mas seria de cerca de 130$00.
Do lado direito, ao fundo, estão mencionadas as despesas: 100$00 de salários pagos, 30$00 de renda e 42$00 de avença à Federação dos Vinicultores do Dão, um valor (astronómico, quando comparado com o salário!!) que tinha de se pagar mensalmente para se poder vender vinho no estabelecimento. Estes três tipos de despesa eram mensais, mas havia muitas outras com uma menor periocidade, como a contribuição industrial e um ror de licenças - licença para vender tabaco; licença para estar aberto ao público; boletim de sanidade; pagamentos ao grémio; vários tipos de aferições de pesos e medidas...

4 Beijos:

António disse...

Comprar uma bicicleta nova, só para ricos.

O valor de um bicicleta dava para pagar 41 meses de renda da loja, caramba.

Anónimo disse...

A casa de banho da loja era na caneira da Grila.
O Sr Mario Amaral ja tinha comissao de meio quertilho de vinho em cada bicicleta q vendesse da dinamica
JOAO DA FRUTA

beijokense disse...

Voltando ao custo da bicicleta - o salário de um ano inteiro (não havia 13º mês nem subsídio de férias) do empregado não chegava para comprar a bicicleta; e esta nem era das mais caras, uma bicicleta com mudanças poderia custar 1800$00, o equivalente a ano e meio do salário do desgraçado do empregado!

Ché.76 disse...

Ainda se queixam que agora pagam muito, era o mesmo que agora pagar para aí 300€ por mês só para poder vender vinho.
Já agora conheço esta letra de algum lado.

Enviar um comentário