Está a ler o arquivo 2005-2009 do Beijós XXI. A partir de 2010, o blogue passou a ser publicado no endereço http://beijozxxi.blogspot.com

domingo, 11 de maio de 2008

Ciclistas BTT galgam montes e vales de Beijós

Subir da ribeira ao Penedo, descer e voltar a subir ao Outeiro dos Castelos, carregar a bicicleta nas poldras, subir às Póvoas, descer ao Mondego e voltar a subir, foi uma grande prova.

Depois da conquista do Outeiro dos Castelos, a organização da maratona BTT acautelava bem o cruzamento com a estrada principal onde a pista todo-o-terreno beneficiava de uns escassos metros de asfalto

Logo a seguir mais um carreiro onde toda a atenção é pouca e não dá tempo para apreciar as papoilas nem a bela plantação de ervilhas em flor

.
Esta maratona BTT bicicleta todo-o-terreno pelos montes e vales de Beijós, não esquecendo as ribeiras e as poldras, não é para para os fracos
Entre os fortes, contava-se também o sexo fraco













Bicicleta para cima e olhos para baixo, não vá o pé falhar as poldras bem gastas pelos nossos antepassados pre-históricos














Quantos passos terão passado nestas poldras ao longo de 3.000 para gastar tanto as pedras ?
Parabéns aos bravos do pelotão!
Voltem sempre


BTT no Carregal do Sal seguiu rota pre-histórica

















Grupo BTT Trocanota

9 Beijos:

BATISTA disse...

Adorei imenso ter colaborado com esta prova. Nunca pensei que iriam juntar tantos participantes ( em Beijós, já com muitos Km. nas pernas e depois de já terem galgado percursos muito díficeis passaram 105 concorrentes).

Quanto ao sexo fraco que a Micas refere, a jovem que se vê na foto, é de Mortágua, tem 17 anos e acabou a prova entre os primeiros lugares...

tobias disse...

Os BTTistas ficaram deslumbrados com a beleza da nossa terra!
Aproveito para agradecer a todos os que estiveram envolvidos no evento, principalmente ao Beijós XXI pela divulgação, ao Victor Batista,Rui Loureiro,Paulo (da Rosa) e Armando Loureiro pelo apoio prestado no terreno e no almoço.

tobias disse...

Agradecimentos também para Carlos Adolfo e para a assitência principalmente no Vale da Lôba!

António disse...

O Grupo de BTT - Trocanota, está de parabéns por esta excelente e bem-sucedida iniciativa.

Faço votos para que depressa se torne uma tradição capaz de se repetir e que atraia cada vez mais participantes para este desporto magnífico.

Aqui está mais uma mobilização associativa que se quer acarinhada e apoiada pelos empresários e instituições do Concelho.

Parabéns

Vadio disse...

Quero aqui expressar o meus parabéns a todos os que estiveram envolvidos na organização desta prova.

Excelente percurso para uma prova de 45 km.

Excelente sinalização do percurso tanto passiva como activa.

Excelente o almoço servido por uma senhora, a Dona Rosa, que já me serviou almoços á mais de 27 anos na antiga escola secundária.

Quando na fila tirei o tabuleiro para me servir deparei com a Dona Rosa ali atrás na cozinha a servir com a mesma dedicação, profissionalismo, o mesmo sorriso de antigamente. Houve um olhar que suspendeu a respiração e me levou a um mergulho no tempo, às memórias dos almoços com o António o beijokense o rebelde joaquim das Laceiras e tantos outros na antiga escola.

Adorava aqueles almoços bem confeccionados e quentinhos, pois
no inicio quando ingressei na escola não existia cantina e nós tinhamos de levar os almoços de casa. Ao meio dia estavam frios e iamos almoçar para a beira da linha férrea quando estava bom tempo, e para os barracões onde o Silvestre guardava a madeira quando chovia ou fazia frio. No tempo das tangerinas e outras frutas iamos comer a sobremesa a uma propriedade que existia ali perto, lembro de uma vez que um de nós foi apanhado pelo dono em cima da arvore. O Homem com um pau na mão que dizia, vá desce vais ver como vais apanhar, foi uma cena engraçada.

No tempo livre que sobrava da hora do almoço divertiamo-nos a colocar moedas e outros objectos na linha férrea para ver o efeito depois de serem pisadas com as toneladas da maquina. As moedas ficavam com o dobro do tamanho.
Nessa altura miudos de 12 anos podiam sair da escola e ir brincar para a linha dos comboios, vejam a diferença passados 20 e tal anos.

PARABÉNS A TODOS PELA EXCELENTE ORGANIZAÇÃO DA PROVA E O MEU OBRIGADO POR ME TEREM PROPORCIONADO UMA VIAGEM NO TEMPO SEM TER DE RECORRER À PRÁTICA DA TEORIA DA RELATIVIDADE.

Vadio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ché.76 disse...

Como te compreendo Vadio, até se podia levar martelos , marretas e outros afins para se fazerem as Cabanas ao lado da linha do Comboio.

hawk76 disse...

E lanternas e cordas para explorar as minas.....

beijokense disse...

"VIAGEM NO TEMPO"? Não será vadiagem no tempo?

Temos de almoçar um dia destes... escolhe um restaurante que tenha tapioca :)

Enviar um comentário