Está a ler o arquivo 2005-2009 do Beijós XXI. A partir de 2010, o blogue passou a ser publicado no endereço http://beijozxxi.blogspot.com

domingo, 9 de março de 2008

"ASAE apreende três toneladas de carne"

Foi notícia no Jornal do Centro


"Três toneladas de carne imprópria para consumo ou de duvidosa qualidade foram apreendidas por uma brigada de inspectores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), num entreposto comercial em São Joaninho, aldeia do concelho de Santa Comba Dão.
(...)
Os inspectores depararam-se com a existência de algumas "carcaças de ovino e caprino" e outros géneros alimentares, como enchidos e queijos, acondicionados sem respeitar as mínimas condições de higiene. As carcaças e pedaços de carne já cortada estavam destinados a ser vendidos a talhos de Viseu, Santa Comba Dão, Coimbra e Condeixa.
(...)
As análises revelaram que os produtos se encontravam em "condições anormais", sendo que alguns em particular poderiam ser "gravemente prejudiciais" para a saúde pública, uma vez que estavam "contaminados pelo contacto com roedores".
(...)
Os proprietários foram ouvidos, no dia 5, no tribunal de Santa Comba Dão.
A investigação no distrito de Viseu integrou a maior apreensão recorde da ASAE."
Para ver toda a notícia: Jornal do Centro


Editado em 22 de Março de 2008
colocação de links indicados por anónimo em cometário:
1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7-

10 Beijos:

Isabel Clara disse...

Será da crise ou é a sede de dinheiro que faz com que estas pessoas ponham a vida dos outros em risco?
Não são só os homicidas violentos que matam, estes também o são e com homicidio premeditado merecem tanto a cadeia como os outros.

VIVEIROS-BATISTA disse...

A ASAE tem exagerado por vezes um pouco na sua atuação, mas nesta questão dos produtos alimentares, sou de acordo, acho que pelo que se tem visto ainda devia haver mais fiscalização.

Nuno disse...

Fiquei impressionado com o artigo da revista Sábado desta semana, "Os Casos Mais Chocantes que a ASAE descobre". São descritos casos absurdamente imundos, tais como ratos em putrefacção numa padaria, pão feito com água de esgoto ("O melhor da região!", segundo a filha do proprietário), larvas em carne pronta a servir, um restaurante infestado com baratas, etc...

Anónimo disse...

amigos é preciso é vender barato !!!!!!
não é isso que o povo quer???????

barato e bom não existe::::::

mas o nosso povo gosta é de promoções e de comprar tudo muito barato, e quem vende bom por norma é careiro, e o povo foge para onde for barato, não importa qualidade, diz o povo que é tudo igual.

por isso eu não tenho pena de quem come toda essa porcaria só come quem quer e porque gosta

e também não tenho pena nenhuma de que apanha multas por falta de higiene e por produtos impróprios acho é que as multas nessas situações ainda são pequenos

smpc83 disse...

Isto faz-me lembrar uma situação que aconteceu à pouco tempo comigo e com uma familiar minha, fomos a uma pastelaria aqui da zona e supresa a da minha familiar ao abrir o bolo...um aranho lá dentro...Na altura não quizemos armar barulho, mas acho que nunca mais voltamos lá...

hawk76 disse...

Barato e bom, é certo que não existe, mas toda a gente tem o direito tem de procurar o mais barato, assim como quem vende tem o dever de vender qualidade.

E não é verdade que não há qualidade a bom preço.

Não há quem coma "porcaria" porque quer, as condições económicas generalizadas obrigam a cortes nas despesas, mas ainda assim têm o direito á qualidade.

Eu tenho é pena que com algumas multas, essas pessoas possam continuar a actividade, quem engana o cliente desta forma devia ver os estabelecimentos encerrados.

Anónimo disse...

hawk76 disse...

Não há quem coma "porcaria" porque quer, as condições económicas generalizadas obrigam a cortes nas despesas, mas ainda assim têm o direito á qualidade.

hawk76
desculpa eu não partilho desta tua opinião pois eu vejo pessoas de muito boas posses sociais e são essas que exigem de quem vende,tudo muito barato e também as vejo virar costas ao que é bom para ir comprar uns cêntimos mais barato e eu sei perfeitamente que não tem o mínimo de qualidade, e as mesmas pessoas ainda vêem dizer que aquilo sim é que é bom, coisas que eu tenho bom conhecimento e sei do que falo é porcaria no grande termo da palavra pois tudo isto para poupar uns míseros cêntimos e
podes crer que são pessoas que teem e aparentão ter bons rendimentos .

agora eu pergunto será que vale a pena por alguns cêntimos comer aquilo que não oferece qualquer garantia que não se sabe como é feito como foi acondicionado em que condições de higiene foi trabalhado , e ainda por cima são estes fulanos que arranjão fortunas em pouco tempo, será que ninguém se questiona como será possível comprar ao preço dos outros vender bastante mais barato e arranjar fortunas em pouco tempo, algo deve estar mal
se o cliente vira as costas a quem vende o que é bom e vai no vizinho do lado comprar porcaria porque é mais barato uns cêntimos, quem está a vender o que é bom passa também a vender porcaria para poder vender ao mesmo preço, e tu dizes que tem direito a qualidade,e eu digo cada um come aquilo que pergunta ,não será assim??

hawk76 disse...

Não, não será assim.

Não tenho duvidas que há oportunistas que vendem produtos sem qualidade (se falarmos em produtos alimenticios), esses sim, são os culpados. Não é culpado aquele que procura qualidade a baixo preço.

Se falarmos das lojas dos chineses, toda a gente sabe que é barato e sem qualidade, mas que dificilmente serão produtos que possam afectar a saude.

Se falarmos de produtos para consumo, é intolerável não haver qualidade, bem como é intolerável não se aceitar que a pessoa possa procurar o mais barato, se for essa a sua vontade.

As pessoas que compram, não sabem em que condições os produtos foram confeccionados ou armazenados, no seu ou no estabelecimento do vizinho do lado, partem do principio que tudo é feito correctamente e preferem o mais barato.

Sugiro-lhe que, já que conhece situações em que assim não é, que as denuncie, para seu bem e de todos nós, consumidores.

Anónimo disse...

http://img337.imageshack.us/my.php?image=57226007ue2.jpg

http://img132.imageshack.us/my.php?image=67557072nl5.jpg

http://img181.imageshack.us/my.php?image=91454670bh7.jpg

http://img187.imageshack.us/my.php?image=13299227ii3.jpg

http://img180.imageshack.us/my.php?image=38440677au1.jpg

http://img132.imageshack.us/my.php?image=79803942qx1.jpg

http://img139.imageshack.us/my.php?image=95015396zw9.jpg

António disse...

Absolutamente inacreditável.


Bom,
...inacreditável!
só para quem nunca andou por este Portugal...

Felizmente a higiene começa a estar nos padrões de exigência dos consumidores.

Ah, já agora, na Gran Place em Bruxelas, em dias de praça, continua-se a ver reloutes a vender cerveja a copo, em que os copos são lavados da seguinte forma:
1º mergulha-se o copo num alguidar com detergente;
2º mergulha-se o copo num alguidar com água "limpa";
3º está pronto a servir a "imperial".

Tenho fotos e presenciei inúmeras vezes, aliás é também prática habitual em vários bares das redondezas.

Enfim a falta de higiene não tem a ver só com o país, é mesmo uma questão educacional.

Enviar um comentário