Está a ler o arquivo 2005-2009 do Beijós XXI. A partir de 2010, o blogue passou a ser publicado no endereço http://beijozxxi.blogspot.com

domingo, 1 de julho de 2007

Lixo plástico acumula em nas bermas e ribeiras de Beijós

Se um saco plástico incomoda muita gente ...milhões de sacos plásticos incomodam muito mais ...
...a menos que utilizem um saco como este pintado pelos meninos num projecto no Escoural!

O plástico, o produto milagre do século XX, está a passar de bestial a besta à medida que se aproxima o centenário da sua invenção em 1909. Segundo o relatório do Programa Ambiental das Nações Unidas, os plásticos são responsáveis por 46 mil detritos em cada milha quadrada dos oceanos. Em Beijós, vêm-se todo o tipo de embalagem de plástico nas valetas das ruas, nas bermas das estradas e nas ribeiras, desde sacos, embalagens e frascos de produtos agrícolas. Uma vez que o plástico não é biodegradável, esses detritos vão acumular por mais 200 a 400 anos.

Alguns governos passaram a limitar a produção e utilização de sacos plásticos, tornando obrigatória a sua cobrança (ex. Califórnia, Alemanha) ou aplicando um imposto ambiental como na Irlanda que passa agora a tributar 22 cêntimos por saco!

Em Portugal, as cadeias Minipreço, Lidl e Pingo Doce já cobram os sacos que oferecem, cerca de 2 a 5 cêntimos por saco, apesar da resistência de muitos consumidores a esta boa prática ambiental que urge generalizar.

Será apenas uma questão de tempo que os sacos de plásticos deixarem de ser gratuitos, mas restam outras questões em aberto:
Quem vai cobrar e receber o “custo ambiental” dos sacos plásticos,
os próprios retalhistas, ou
o Estado através de uma Contribuição Ambiental?
E em Beijós, como se pode promover a reciclagem dos plásticos?


Comunique já a sua opinião ao seu Deputado na Assembleia da República e ao Ministério do Ambiente.

17 Beijos:

hawk76 disse...

Os sacos plásticos são pagos, não por causa do ambiente, mas para aumentar os lucros, já que são uma grande fatia dos gastos.
Se fosse mais vantajoso dá-los, ninguem pensaria no ambiente.

António disse...

Asseado é quem pouco suja e não quem muito limpa.

Saco biodegradável disse...

Quem sabe qual é o produto mais vendido nas grandes cadeias comerciais, que todos os clientes compram, que dará um lucro que nem conseguimos imaginar e, em lugar de proteger o ambiente, recheia ainda mais os cofres dessas cadeias ? É isso mesmo, o shaco plástico. Essas superfícies comerciais protegeriam o ambiente se não importassem tanto, por exemplo fruta da espanha, da argentina, etc, pois por cada peça quanto se consome em CO2, e a nossa fruta, que é melhor, fica de lado, a apodrecer.
A propósito, não sei quem é o meu deputado, será que tenho ? mas eles (deputados) só ligam ao seu umbigo ... e só conhecem quem os elegeu nas vésperas das eleições

António disse...

Saco biodegradável,
Bem-vindo ao Beijós XXI,
Manda Beijós a toda a Gente.

roger.a disse...

Parabens por ter escolhido um 'nome' amigo do ambiente, Saco Biodegradável ! é uma bandeira no nosso quotidiano... vamos escolher outros semelhantes ...

hawk76 disse...

Já não se pode votar nos sacos?
Quais os resultados?

beijokense disse...

Erro técnico... vai já já ser corrigido :D

beijokense disse...

Resolvido, podem votar até 14/Jul

Micas10 disse...

Sim, os beijosenses têm deputados na Assembleia da República.
Um deles, o Miguel Ginestal estêve em Beijós recentemente

Saco biodegradável disse...

Esse, minha nossa, anda sempre aos sacos, melhor aos papeis. O meu coment. anterior, a respeito de deputados, apica-se-lhe, como a muitos outros

Saco biodegra... disse...

roger.a, obrigado, mas estou a começar a ficar degradado

Jonas disse...

A ideia do biodegradável para quem gosta de valorizar o ambiente é louvável e reconheço esta grande necessidade. Não gosto de ver é quem se aproveite daquilo que é reconhecidamente necessário e, sem dar exemplo, explorar o negócio da forma mais descarada possível como se assiste.

Micas10 disse...

Podemos votar em sacos gratuitos, mas mais cedo ou mais tarde vão acabar por ser pagos !

António disse...

Creio que os sacos de plástico já são pagos.

Não serão gratuitos para o consumidor, pois o retalhista afixa os seus produtos contando já com esse gasto.

A diferença está no facto de neste momento não é o pagador-utilizador que paga.

Qualquer cliente daquela loja paga a sua percentagem (já incluida no preço) dos sacos que a loja utiliza, (portagem virtual).

O problema maior reside no facto de haver ou não uma cultura ecológica, pois se esses sacos usados habitualmente no comércio retalhista forem depois reutilizados pelo cidadão-cliente para por o lixo indiscriminado, chamado lixo orgânico e até das embalagens para o embalão (no ponto verde) já estamos a ter uma acção mais ecológica do que aquele outro cidadão-cliente que não traz sacos do comércio retalhista, mas coloca nas suas compras uma embalagem de sacos para o lixo (normalmente de cor preta e com um plástico de grande espessura e resistência, também de maior dimensão).

Não é por este cliente pagar os sacos que utiliza que passa a ser mais ecológico, mais ecológico é o que polue menos, logo aquele que reutiliza é o mais ecológico.

Atitude ecológica é fundamentalmente (neste assunto) evitar todo o tipo de embalagem, de dos bens adquiridos, que não seja reutilizável.

Já todos nos apercebemos, por exemplo que as embalagens ditas familiares não passam de um chamariz enganador pois quantas vezes o preço/kg do produto fica mais caro e com, não raras vezes, a única diferença que o vendedor junta duas ou mais embalagens com fita adesiva ou fita plástica envolvente. Os produtos utilizados para juntar as embalagens não são reutilizáveis (são lixo).
Quantas vezes depois de arrumarmos as compras já temos dois sacos cheios para o embalão sem termos consumido qualquer produto, a prioridade deve ser mudar esta atitude, muito pouco ecológica.

Micas10 disse...

Vamos manter Beijós a aldeia sempre verde

hawk76 disse...

Vamos então entrar na era do comércio electronico, assim já não precisamos de sacos plásticos...

Carlos Peixeira Marques disse...

hawk76 disse...
Os sacos plásticos são pagos, não por causa do ambiente, mas para aumentar os lucros, já que são uma grande fatia dos gastos.
Se fosse mais vantajoso dá-los, ninguem pensaria no ambiente.


Concordo. O Pingo Doce cobra 0,02€ por saco e tentou passar a mensagem da preocupação ambiental... curiosamente, pouco tempo antes deixou de aceitar embalagens com retorno... eu tinha comprado lá umas cervejas e tive de ir vender as taras ao Continente, porque este supermercado "amigo do ambiente" agora só vende embalagens para o vidrão.

Enviar um comentário