Está a ler o arquivo 2005-2009 do Beijós XXI. A partir de 2010, o blogue passou a ser publicado no endereço http://beijozxxi.blogspot.com

sábado, 21 de julho de 2007

Comentário no Beijós XXI - em destaque

«Tadeu disse...

Caro "terrorista"
Trata-se de um texto muito interessante, pelo facto de nele ter a apreciável franqueza de afirmar, com todas as letras, o que pensa do Beijós XXI e dos seus contributores.

"O modo elegante como o faz confere-lhe, aliás, uma singular dignidade literária e até estilística. Mas porque se limita apenas a uma abordagem em linhas muito breves, embora densas e ricas de pensamento, tenho que confessar-lhe que o seu texto fica-nos a saber a pouco. Seria muito curioso se pudesse vir a aprofundar, com maior detalhe, essa sua aberta acrimónia selectiva contra nós."

"Por isso lhe pergunto: não tem intenção de nos brindar com um artigo mais longo, do género de ensaio didáctico, onde possa dar-se ao cuidado de explanar, com minúcia e profundidade, sobre o que entende ser a listagem de todas as nossas perfídias blogísticas, das nossas invejazinhas enraizadas, dos inumeráveis defeitos que a sua considerável experiência com a triste realidade beijosense lhe deu oportunidade de decantar? Seria um texto onde, por exemplo, poderia deter-se numa temática (...) de que nos caberá, pela imensidão dos posts, a inapelável culpa (...) no que toca aos resquícios de corrupção, aos vícios de compadrio e nepotismo que aqui foram instilados, qual vírus crónico, para o qual, nem os cerca de(50 000 visitantes em menos de dois anos), que se sucederam (...) (conseguiram ainda erradicar da memória dos mais iluminados)."

"Permita-me, contudo, uma perplexidade: porquê essa sua insistência e obcecação em visitar um blogue que tanto lhe desagrada? Pela enésima vez, num espaço de 2 anos? Terá que reconhecer que parece haver algo de inexoravelmente masoquista nessa sua insistente peregrinação pelo Beijós XXI.
Ainda pensei que pudesse ser a falta de ter que fazer, mas depois afirma que na sua profissão anda de fato, macaco. Depois pensei que a tal escrita elitista quiça inteligente lhe pudesse espevitar o intelecto não permitindo a sua eventual hibernação, mas depois li que tem vossa senhoria a opinião de que "não dá gosto visitar o Beijós XXI" e que "enquanto ele (o Beijós XXI) servir de melhor meio para coscuvilhar a vida alheia e servir só os interesses de meia dúzia",
estas opiniões afastam tal hipótese e remete-o para outras eventuais devoções alternativas.


"Gostava que soubesse que reconheço e aceito, em absoluto, o seu pleníssimo direito de pensar tão mal de nós, de rejeitar da herança beijosense que aliás segundo diz já há alguns anos deixou. Com isso, pode crer, ajuda muito.

Valha-nos ouvi-lo dizer que se deleita com as batatas, a murro.
Não fora isso ainda pensaríamos que já nada lhe desse prazer.
O Beijós XXI quiçá lhe dê a hipótese de livrar de gastar dezenas de euros em audição mais especializada em resolver casos como o que nos apresenta, ou até de o livrar de ter a oportunidade de olhar severamente para dentro de si próprio, através da arguta perspectiva crítica de um visitante crónico, quiçá relutante.

E porque razão lhe reconheço esse direito? Porque, de forma egoísta, eu também quero usufruir da possibilidade de visitar, cada vez mais, o maravilhoso Blog que é o Beijós XXI, de admirar essa terra, as suas gentes, na sua diversidade e na riqueza da sua cultura.
Só que, ao contrário de si, eu tenho a sorte de gostar de ver e ler o que vejo e leio e você tem o lamentável azar de ver e ler com insistência (vá-se lá saber porquê!), o "que lhe dá cabo da cabeça".
Da próxima vez que visitar o Beijós XXI (porque já vi que é um vício de que não se liberta) espero que possa usufruir de um tempo melhor, sem que passe horas como único visitante, quem sabe eu lhe possa fazer companhia e assim não se sentir tão só nem o contador contasse desenfreadamente para que o tal almoço no restaurante que tanto o desgosta e claro que prefere visitar o museu sozinho, assim ninguém o chateia.
Mas apesar de tudo, se toda esta situação que tanto o tem afectado lhe causou qualquer mal estar, uma coisa quero desejar-lhe, com a maior sinceridade: cure-se!"

>Com a vénia ao autor das eruditas palavras utilizadas originalmente para responder a opinião de um jornalista sobre Portugal.
>Francisco Seixas da Costa
>Embaixador de Portugal no Brasil

fiz minhas as palavras para lhe responder
21-07-2007 2:09»

Em relação ao Post "Quem quer estragar a nossa festa?"

7 Beijos:

Francisco Seixas da Costa disse...

Acrei muita graça a este tratamento literário que no Beijós XXI fez da minha respostas ao Políbio Braga, pode crer.

Boa sorte

Francisco Seixas da COsta

Francisco Seixas da Costa disse...

Achei muita graça a este tratamento literário que, no Beijós XXI, fez da minha resposta ao Políbio Braga, pode crer.

Boa sorte

Francisco Seixas da Costa

António disse...

Francisco Seixas da Costa,
Bem-vindo ao Beijós XXI,
Mande Beijós a toda a Gente.

Psicóloga disse...

Tadeu, você é psicólogo tb?
Topou o cara na hora. Lógico que ele largou indícios porque terrorista é assim mesmo, precisa de propaganda.
Tudo de bom.

António disse...

Psicóloga,
Bem-vinda ao Beijós XXI,
Manda Beijós a toda a Gente.

Anónimo disse...

Quem não gosta, come menos e não volta a repetir o prato,não tem é o direito de desrespeitar quem faz o trabalho.
Aqui , acontece a mesma coisa, não gosta não acede ao blogue e não critica aqueles que ao contrário do sr,(duvido que seja um sr) sr ANÓNIMO, dão a cara e assinam em baixo , por um projecto a todos os niveis brilhante.
Todas as criticas, apreciativas ou não, terão que ser assumidas por quem as faz, afinal estamos numa democracia e todos têm direito à sua opinião.
Então porquê o anonimato?´
Só o faz quem é cobarde ou tem algo a esconder!
Quanto a si, ANÓNIMO, se tem vergonha das suas origens,(será que o fato macaco está routo nas "cadeiras" ? tenho pena de si,porque não é ninguém, virou bicho, e olhe que até mesmo os bichos , reconhecem o sitio donde saíram.
Força pessoal.É como diz o ditado: os cães ladram e a caravana passa.

Isabel Clara
Damaia

Anónimo disse...

AVARENTOS

A única maneira de se ganhar muito é
não pretender nunca ganhar de mais
e saber perder a tempo.

FÉNELON

Enviar um comentário