Está a ler o arquivo 2005-2009 do Beijós XXI. A partir de 2010, o blogue passou a ser publicado no endereço http://beijozxxi.blogspot.com

quarta-feira, 5 de julho de 2006

Sondagens Mundial '06 - 9

Desta vez ninguém acertou :(
Queremos saber porquê
Podem comentar no forum da sondagem
Não há 2 sem 3

11 Beijos:

beijokense disse...

Realmente, está tudo a repetir-se... lá teríamos que perder com um penalty do Zidane!

Então, vamos esperar que se repita o resultado do jogo com a Alemanha, em Estugarda :)
Portugal ganhou em 16/10/1985 com um golo de Carlos Manuel, resultante dum pontapé a 30 e tal metros da baliza... vamos ver se alguém quer repetir o feito ;)

pm disse...

A diferença entre o imaginário e o real esteve no apito de um árbitro que aos 33 minutos assinalou um penaltie e que Zidane não perdoou.
Foi lindo, Portugal sonhou, mas a verdade é que aquele lance infeliz colocou a França na Final.
Não contesto a grande penalidade, mas houve dualidade de critérios. Se este lance mereceu o apito do árbitro, também o lance do Ronaldo merecia idêntico destino. Paciência, a bola é redonda, e se aquele cabeceamento do Figo tivessse... a história poderia ser muito mais feliz.
Nós não gostamos, mas a tradição prevaleceu e estes "malditos" francesses são mesmo um "Ganda Galo" nos feitos dos nosso Tugas.
Resta-nos a cabeça erguida, animar as tropas e tentar o 3º lugar no próximo Sábado contra a Alemanha.
VIVA PORTUGAL !

jbatista disse...

Temos uma malapata com esses franceses. Eu vinha dizendo que preferia o Brasil por três razões. Não são tão manhosos, a imprensa brasileira não escreve as bacoradas que a francesa ou inglesa e a melhor de todas é que mesmo que perdesse-mos acho que não sentia a azia que sinto neste momento....

K&H disse...

"Les Bleus" já começam a preferir jogar com a nossa selecção, pois de alguma maneira acabamos sempre por ajudá-los a ganhar. No Europeu de 2000 demos uma "mãozinha" e ontem tb ajudámos com o pénalti... se assim não fosse, não creio que tivessem marcado qualquer golo.
Não só temos uma selecção fantástica, com excelentes jogadores, como ainda ajudamos os mais fracos a alcançar vitórias. VIVA PORTUGAL... e a ITÁLIA! ; )

Nuno disse...

O jogo podia-se resumir numa palavra: azar.

Mas é então que aparece o Pauleta. Como é que é possível o melhor marcador da selecção, várias vezes melhor marcador(!) e jogador (!!!!) do campeonato francês, passar completamente ao lado deste Mundial (pronto, o golo à Angola, vá lá...) e do Europeu. O que se passa?

O mesmo azar que temos com a selecção francesa é o mesmo que as selecções inglesa e holandesa têm connosco (Mundial 2006, Euro 2004, qualificação Mundial 2002, Euro 2000 (Inglesa)).

Portugal, vice-campeão europeu, 3.º ou 4.º classificado no campeonato do mundo. Para mim, há um grande causador disto tudo. Não, não é a Virgem do Caravaggio nem são as luvas do Ricardo, nem tão pouco os palhaços mágicos da TVI e do Herman Sic, que fazem magia branca, e negra, e cor-de-rosa às pintinhas verdes.
O grande mestre desta obra é o grande José Mourinho.
Se não fosse José Mourinho: onde estariam Maniche, Deco, Ricardo Carvalho e Paulo Ferreira?
E foi um culminar de acontecimentos que fez com que tudo tivesse acontecido.

E hoje é um dia triste, pois a selecção perdeu.

beijokense disse...

Nuno,
nas pessoas da tua idade, a memória tende a sobrevalorizar os acontecimentos recentes. Na minha idade, tem mais importância a campanha do Euro 84 :)

Dividindo a coisa a meio, eu vou manifestar a opinião de que o Mourinho tem muito pouco a ver com isto.
Nos últimos anos, a equipa nacional que melhor futebol jogou, que tinha espírito ganhador e que conseguiu aliar exibições e resultados, foi a do Euro 2000, que perdeu as meias-finais com um golo de ouro (pen. do Zidane). A base dessa equipa eram os jogadores que foram campeões do mundo de juniores em 89 e/ou 91 (Figo, R. Costa, JV Pinto, F. Couto, P. Sousa, A. Xavier) com os enxertos de qualidade, como Nuno Gomes, Dimas, Costinha.

Embora a equipa técnica do Mundial 2002 se tenha esforçado para destruir a qualidade do que foi feito na 2ª metade da década de 90, a campanha Scolari ainda beneficiou um bocado dessa estrutura que vem de 2000. Estavam o Costinha, o Figo e o Nuno e até poderiam estar mais, mas o Scolari é de ideias muito fixas :)
O que tem o Mourinho a ver com isso?

Não se compreende (agora, como em 2004) o que faz ali o Pauleta. Menos se compreende porque o Nuno nem entra - ou não está em forma, e valia mais ter ido de férias e levarem o H. Almeida, ou está em forma e é um luxo uma equipa em 6 jogos marcar 5 golos e ter o melhor marcador em fases finais em actividade como 3ª escolha!!

Nuno disse...

Mourinho?
José Mourinho transformou Maniche, Deco, Ricardo Carvalho e Paulo Ferreira em grandes jogadores. Os três primeiros são elementos fundamentais na selecção. Não consigo imaginar a selecção sem Ricardo Carvalho. Nos jogos em que Deco não jogou, a equipa ressentiu-se e jogou muito pior do que habitualmnte. Maniche: indispensável no Euro 2004 e ainda mais neste Mundial.

Em 6 jogos 6 golos.

beijokense disse...

O Paulo Ferreira é uma espécie de Pauleta, só que em lateral.

Relativamente à prestação dos jogadores, sugiro estas leituras:

a estrela
um a um

Micas10 disse...

Parabéns à Selecção que colocou Portugal entre os 4 melhores do mundo no futebol!

Podemos colocar Portugal em os "4 melhores do mundo" noutras "copas" ?
- no turismo
- nas exportações
- na matemática
- na productividade
- no ambiente
- na tolerância
- ...

beijokense disse...

Micas10, infelizmente é mais fácil o Zidane falhar 1 penalty do que Portugal chegar ao top 4 de qualquer dessas "copas".
Bem, na matemática não estaremos longe do top 4... a contar do fim!

beijokense disse...

Os 23 da FIFA
GR(3): Gianluigi Buffon, Jens Lehmann, Ricardo.
D (7): Roberto Ayala, John Terry, Lilian Thuram, Philipp Lahm, Fabio Cannavaro, Gianluca Zambrotta, Ricardo Carvalho.
M(8): Zé Roberto, Patrick Vieira, Zinedine Zidane, Michael Ballack, Andrea Pirlo, Gennaro Gattuso, Luis Figo, Maniche.
A(5): Hernán Crespo, Thierry Henry, Miroslav Klose, Francesco Totti, Luca Toni.

Enviar um comentário