Está a ler o arquivo 2005-2009 do Beijós XXI. A partir de 2010, o blogue passou a ser publicado no endereço http://beijozxxi.blogspot.com

sábado, 15 de julho de 2006

Razões para terminar o 12ºano

Pouco mais de metade dos jovens portugueses terminam o 12º ano, o elo mais fraco no nosso sistema escolar.
Apenas 20% dos portugueses dos 25-64 anos têm ensino secundário completo, a mais baixa taxa da OCDE.

O abandono escolar entre nós continua a crescer, chega a 45% no secundário,versus 29% em Espanha e apenas 19% na média da União Europeia (15). Em zonas rurais, o abandono do secundário chega a 70%. E no Concelho de Carregal do Sal?

As Escolas Profissionais oferecem uma alternativa de qualidade e empregabilidade, mas perto de 50% dos candidatos ficam de fora por falta de vagas! Talvez isto melhore para os nossos jóvens com o novo projecto escolar para o antigo Colégio Nun'Alvares.

Por isso a força de trabalho portuguesa é caracterizada por: baixa qualificação, baixa productividade, e por consequência, baixos salários.

As razões para desistir da escola são verdadeiras barreiras, mas no final de contas não passam de DESCULPAS para quem não dá grande importância à educação:

- Não gosto da escola, os professores faltam, é uma seca
- Chumbei, os exames são injustos, é demasiado difícil
- Tenho que trabalhar para ganhar dinheiro e ajudar a família
- Tenho outros afazeres ou prefiro passar tempo com amigos
- Os cursos são muito longos, não garantem colocação
- Não compensa tirar um curso, é melhor começar logo a trabalhar e a ganhar
- Não preciso de estudar, vou trabalhar com o meu pai/tio/avô

Que fazer para motivar as famílias e os jovens a investirem a sério nas suas qualificações?

Um grupo de Empresários pela Inclusão Social lançou uma iniciativa para apoiar o trabalho dos professores, em resposta ao desafio lançado pelo Presidente da República Cavaco Silva. A ideia é motivar os professores para o combate ao abandono escolar, através de acções de formação e bolsas. Mas também se apela aos próprios empresários para que invistam mais na qualificação dos seus colaboradores, o activo mais precioso de que dispõem para melhorar a competitividade e a produtividade.

Para melhorar a média das qualificações dos portugueses podemos começar em casa. Há muitas pessoas que voltaram a estudar depois de uma interrupção ou já como adultos.

E tu, vais fazer parte do problema ou parte da solução ?
Digam lá, quais são as melhores Razões para Voltar a Estudar ?

19 Beijos:

peixeira disse...

Para mim o 12º foi uma mera curva numa estrada cujo fim ainda não vislumbro, por isso a sondagem não é para mim... mas sempre posso dizer que foi nesse ano que encontrei a minha namorada - só por isso, já valeu a pena :P

andorinha disse...

Razões para estudar ?

para aprender...
para crescer...
para saber...
para ensinar...
para VOAR !

António disse...

As razões para estudar?
Nenhum de nós é menos capaz do que os outros.
Criar um objectivo...
lutar por ele...
mantendo a integridade moral...
respeitando o outro...
criar e alimentar um espírito optimista e vencedor...
Em suma VIVER a sua própria vida.

Beirão disse...

“É hoje ponto assente que a principal riqueza de um País ou de uma instituição, seja empresa ou serviço público, são as pessoas que nelas vivem e trabalham”.
In: http://www.presidencia.pt/?id_categoria=11

beijokense disse...

Em 2001, habitavam no concelho de Carregal 1029 jovens entre os 18 e os 24 anos. Desses:
323 (31%) estavam ainda a frequentar o ensino
134 (13%) estavam na população activa, tendo completado o ensino secundário
os restantes 572 (56%) sairam da escola sem o ensino secundário

Portanto, o tal indicador que a Micas10 refere, com valor nacional de 45% e europeu de 19%, atinge 56% no Carregal.
Aos 572 deveria ainda somar-se largas dezenas de jovens que não completaram o secundário e emigraram, pelo que a dimensão real da saída precoce do sistema de ensino é subestimada por aquele indicador.

Micas10 disse...

Os emigrantes também podem aprender muito e até tirar um curso no estrangeiro, alguns emigram mesmo para estudar

imigrante disse...

Hoje, faco 30 anos exactos, que cheguei a esta terra, na qual assentei raiz.Tive o cuidado de frequentar, a escola e na qual obetive o diploma do ensino secundario. Comecei a frequentar a escola superior, a onde cheguei a ter excelentes notas. Mas!... Numa das disciplinas, encontrei uma professora, a unica coisa que sabia era critidar os trablhos dos alunos. Para ela nao havia coisa alguma perfeita. Tentava destruir tudo e a todos.Abandonei!... Os professores estao la para corrigir, nao para espantar os alunos. Aqui neste pais, U.S.A.
O estudante nas escolas publicas,
faz entrar na escola que frequenta,cerca de dez mil dollars ano. Depois queixam-se, que abandonam a escola. Que nao teem alunos. De quem e a culpa? A direccao escolar!...

António disse...

Imigrante parabéns pelos 30 anos de USA.

fscf disse...

as razões par estudar? basta se olhar para o nosso mercado de trabalho e vemos logo que precisamos de alguma coisa para nos distinguir dos outros, e podemos conseguir isso do estudo e da aprendizagem que dele deriva.

Micas10 disse...

Em tempos houve a tele-escola, agora há a Escola Virtual !

http://www.escolavirtual.pt/newsletters/newsletter5/newsletterEV5S.html

Carlitos disse...

Não há razões para parar de estudar, mas sim para continuar.
Tenho colegas de curso com mais de 40 anos e até um reformado.

Micas10 disse...

Ver também
http://www.dren.min-edu.pt/DROPOUTS/portuga/apresentacao.htm

Anónimo disse...

lembro-me perfeitamente do sofrimento do estudar!
Alias, nao o sofrimento de estudar mas o de me ter de "encaixar" em pautas pre-establecidas num sistema pouco pessoal e muito generalisado.
Nao ha' lugar para a diferenca e temos tdos de ser avaliados de uma forma pouco holistica.
Lembro-me tambem do dificil que era poder expressar o que realmente para mim era importante e das disciplinas entre elas estarem completamente desligadas, como se as coisas fossem, na vida, compostas por caixinhas e quadradinhos muito bem delimitados. Nao e' assim, as coisas sao organicas e os limites sao muito pouco focados, depende!
Todas as disciplinas estao interligadas e interrelacionadas, mas nao e' isso que o sistema redutor de hoje deixa transparecer.

Anónimo disse...

mas, aqui estou eu, a estudar outra vez, num pais distante, a fazer um doutoramento com uma paixao arrassadora......mas para isso ha' que ter tempo de reflexao e ver o que realmente nos impulsiona na vida, e, a' nossa maneira contronar o sistema :-)

Micas10 disse...

Força !

Micas10 disse...

O secundário é o ELO MAIS FRACO da educação em Portugal, é aqui que se deviam concentrar as atenções a curto prazo, a combater o abandono escolar que leva à exclusão social e profissional.

Porque é que ainda não é obrigatório completar o 12º ano ?
Porquê tantos recursos para o ensino universitário e superior, quando o principal recurso, os estudantes saiem fragilizados ou abandonam mesmo o secundário.

Anónimo disse...

combatam 1º que tudo a exclusão social dentro das escolas e depois podemos falar no abandono escolar.....

Micas10 disse...

As escolas são como o resto da sociedade, imperfeitas.

O importante, como sempre é saber aproveitar o bom e afastar o mau...

Anónimo disse...

Agora vai haver mais uma razão para terminar o 12º ano, vai tornar-se obrigatório

Enviar um comentário